Artigo – Golpes pela internet em serviços de renegociação de dívida: como não ser vítima dessa “furada”

Muitos consumidores se incomodam de estar na posição de devedores em financiamentos ou empréstimos. Porém, apesar da situação, é preciso ficar atento para não adotar uma medida precipitada diante de uma oferta sedutora, como os serviços de renegociação de dívida.

Empresas e “associações” ao redor do país fazem promessas aos devedores quanto a negociar uma dívida ou limpar o nome sujo, mas há uma chance de essa postura ser um golpe. Para não ser vítima dessa “furada”, veja como proceder quando se deparar com esse tipo de oferta!

Entenda os golpes em serviços de renegociação de dívida

Você já ouviu falar de empresas que prometem uma redução exorbitante no valor da dívida, certo? São muitas as que praticam golpes contra o consumidor oferecendo serviços de renegociação de dívida.

Veja o caso de um paulistano: um devedor recorreu a uma assessoria para revisar dois financiamentos de carro que ele estava pagando. A empresa prometeu redução de 70% no valor das parcelas e solicitou um pagamento antecipado para cada contrato. Após pagá-la, o devedor não conseguiu entrar em contato com a consultoria.

Por isso, fique atento às práticas realizadas por empresas golpistas em serviços de renegociação de dívida. Veja as mais comuns:

  • Redução exorbitante no valor da parcela da dívida (de 50% a 70%);
  • Garantia de conclusão do processo judicial em menos de um ano;
  • Análise de revisão contratual em 1 ou 2 dias;
  • Solicitação de pagamento em juízo de algum valor da parcela da dívida (há casos em que o valor vai para a própria empresa golpista);
  • Solicitação de suspensão do pagamento das parcelas da dívida.

Outro golpe comum é aquele em que a empresa ou um indivíduo se oferece para limpar o nome do devedor e aumentar sua pontuação no Score de Crédito (ferramenta que demonstra os hábitos de pagamento do cidadão no mercado de crédito). A promessa é simples: basta pagar um valor acessível que, em curto prazo, a empresa limpará o nome sujo dos órgãos de proteção ao crédito.

Fique atento aos sinais de uma empresa golpista

Uma empresa golpista dá sinais de que não é confiável. Por isso, o consumidor deve ficar atento aos indícios de irregularidades, como:

  • Verifique se a empresa tem endereço físico, apesar de algumas só trabalharem em meio digital;
  • Verifique se existem dados de contato em funcionamento, como telefone, e-mail e redes sociais (principalmente no caso de empresas virtuais);
  • Pesquise as redes sociais da empresa e veja sua reputação nelas por meio de comentários de clientes;
  • Consulte o site Reclame Aqui para verificar a reputação da empresa.

Procure auxílio jurídico de advogado

Ainda que o consumidor tome todos esses cuidados, pode acontecer de cair no golpe de serviços de renegociação de dívida. Se for o caso, procure auxílio jurídico para tentar reverter a situação, o que pode ser muito difícil.

Porém, a melhor forma de evitar golpes é adotar uma postura preventiva. Se você entender que está pagando uma parcela injusta ou ilegal, consulte um advogado qualificado. Esse profissional será capaz de analisar criteriosamente as cláusulas contratuais do financiamento ou do empréstimo (ou de outra dívida) para ver se há algo abusivo que fundamente o ajuizamento de uma ação judicial.

Ele também poderá ajudá-lo em eventual negociação com a instituição financeira ou avaliar se é caso de pedir a revisão de contrato.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *